NOTÍCIAS

Fique sabendo das últimas notícias

Argélia identifica 21 áreas para energia eólica

24.09.2014

O presidente da Companhia de Eletricidade e Energias Renováveis da Argélia (SKTM), Chahar Boulakhras, anunciou nesta terça-feira (23), na cidade argelina de Orã, que foram identificadas 21 áreas com forte potencial para o desenvolvimento da energia eólica em diferentes pontos do país. A SKTM é uma filial do grupo estatal Sonelgaz.

Segundo ele, o desenvolvimento desta “atividade promissora” faz parte de um programa do governo argelino que pretende atingir uma taxa de 40% de uso de energias limpas na geração de eletricidade até 2030. Boulakhras deu entrevista à agência Algérie Presse Service (APS) durante o seminário As Energias Renováveis e a Eficiência Energética, realizado no Centro de Convenções de Orã.

A identificação destas áreas foi realizada com participação da Agência Espacial Argelina (Asal) e do Departamento Nacional de Meteorologia (ONM). “Nós estamos na fase de aprofundamento da identificação destes locais para o lançamento do programa, que precisa de intensificação prévia dos estudos ambientais e de ecossistemas, além das escolhas estratégicas que nós devemos fazer para este lançamento”, disse o executivo. De acordo com ele, há dentro das zonas identificadas uma centena de locais que podem receber parques eólicos.

A contribuição da fonte eólica chegará a 20% da produção de energias limpas e renováveis até 2024, com uma produção de 600 megawatts, de acordo com previsão da Sonelgaz, informou Boulakhras.

Os estudos que antecedem o lançamento do programa eólico, que está fase piloto, levam em conta também o incentivo ao desenvolvimento de uma cadeia nacional de indústria e serviços para dar sustentação ao desenvolvimento do setor, destacou o executivo.

O presidente da SKTM estima que o programa nacional de desenvolvimento de energias renováveis vai criar 200 mil empregos diretos e indiretos até 2030, e que até o final de 2015 a produção argelina com base em fontes limpas chegará a 400 megawatts.

Ele acrescentou que 23 parques fotovoltaicos, ou seja, que usam fonte solar, estão em instalação pelo território nacional e têm inauguração prevista até 2017.

 

Fonte: Agência de Notícias Brasil-Árabe

Voltar

REALIZAÇÃO

APOIO

PATROCÍNIO:

GamPi